Clima tenso no jornalismo da Record

O clima não é nada bom no jornalismo da Record. Sobre as novas regras, que devem ser seguidas à risca, tem mais coisa pegando.

De acordo com o colunista Flávio Ricco, do UOL, Alexandre Raposo, presidente da emissora, em reunião na Barra Funda, relatou abusos nas horas extras. Como informado, a prática está proibida. Na ocasião, o executivo teria citado dois casos especificos e ameaçado com demissões 14 pessoas que ocupam cargos de chefia, avisando ainda que ninguém teria problemas de desemprego pelo momento favorável do mercado.

Ainda segundo Ricco, os relatos não tiveram procedência. O RH do canal, contatado, veio a reconhecer e atestar que não houve abusos. Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo, encontrava-se de férias na ocasião.

Assim como na Barra Funda, o departamento de jornalismo da Record no Rio de Janeiro anda com seus ânimos, digamos, exaltados. A repórter e apresentadora Cristina Berndt e a editora-chefe Cristiane Moreira foram demitidas. Já o chefe de redação, Marcelo Rosa, foi colocado de “férias”.

Publicado em 26/07/2011, em Audiencia de Canal. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: