Arquivos do Blog

Ator de “A Praça é Nossa” morre em Campinas, famoso pelo bordão “Tô de olho no sinhô”

33 projeto viva o parque, a praca e nossa, clayton silva, to di oio 14-12-2008 004

DIVULGAÇÃO

Morreu na tarde desta terça-feira  15/01/13,  o ator e comediante  Clayton Silva,  que atuava no humorístico “A Praça é Nossa”, do SBT. Entre seus personagens, um dos mais famosos foi o que imortalizou o bordão “Tô de olho no sinhô” e o caipira do “Êta Fuminho Bão”.

O velório será nesta quarta-feira, em Indaiatuba e de lá o corpo será levado para o crematório da Vila Alpina, em São Paulo. Ele lutava contra um câncer havia três anos e estava internado desde o dia 27 de dezembro no Centro Médico. Clayton era casado havia 50 anos. Deixa três filhos, quatro netos, e milhões de fãs que ficaram órfãos de seu talento

Anúncios

Jovem indiana vítima de estupro coletivo morre em hospital de Cingapura

Bangcoc, 29 dez (EFE).- A universitária indiana, cujo estupro coletivo gerou uma onda de protestos na Índia, morreu na madrugada deste sábado em um hospital de Cingapura, onde estava internada, informaram fontes diplomática, que ressaltaram que o corpo da jovem será levado ainda hoje ao seu país.

‘A paciente morreu em paz às 4h45 (locais) do dia 29 de dezembro de 2012′, informou o centro hospitalar Mount Elizabeth em um comunicado, o qual mencionava que a família da universitária ‘esteve o tempo todo ao seu lado’.

Créditos: G1

Pamela Baris Nascimento ex assistente do programa ‘O Melhor do Brasil’ morre

Pamela Baris Nascimento foi assistente de palco do programa 'O Melhor do Brasil'. Foto: Record/Reprodução

Pamela Baris Nascimento foi assistente de palco do programa ‘O Melhor do Brasil’.

A modelo Pamela Baris Nascimento, de 27 anos, morreu na noite do último dia 19 após complicações em suas funções vitais no pós-operatório de uma cirurgia de lipoaspiração em uma clínica no bairro do Ipiranga, em São Paulo.  Pamela atuou como assistente de palco em programas como O Melhor do Brasil e Programa do Gugu.

O médico responsável pela operação, cujo nome não foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, disse para a tia de Pamela, Enedida Nascimento, que a morte aconteceu por conta de complicações decorrentes do procedimento clínico.

O caso está sendo averiguado pelo 17º Distrito Policial – Ipiranga, onde foi registrado como homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

O advogado responsável pela clínica médica Green Hill, Dr. Nelson Shioiti Shin-Ike Junior, afirmou que foi aberta uma sindicância interna para apurar os fatos, e que as informações colhidas serão entregues às autoridades.

O prontuário de Pamela e documentos pertinentes foram entregues aos órgãos encarregados. O advogado disse ainda que esta é a primeira vez que ocorreu um caso do tipo na clínica.

Em nota, o hospital afirma ter disponibilizado os recursos necessários e que lamenta o ocorrido

Terra

Última foto de Hebe Camargo antes de morrer

Na homenagem feita à Hebe Camargo neste começo de domingo, Carlos Nascimento revelou aquela que seria a última foto tirada com a aparesentadora antes dela morrer. A imagem foi feita na última quinta-feira (27), quando assinou contrato com o SBT, Hebe posou ao lado de Daniela Beyruti, diretora artística e de programação do canal.

 

 

 

Urgente! Morre aos 83 anos a apresentadora Hebe Camargo

Morreu nesta madrugada (29), em sua casa no Morumbi, a apresentadora Hebe Camargo, vítima de uma parada cardíaca. Artistas e amigos próximos da apresentadora estão dando seu último adeus a artistas através das redes sociais.

Aos 83 anos de idade, Hebe estava pronta para retornar à sua antiga casa, o SBT, após o rompimento de contrato com a RedeTV!. A apresentadora lutava contra um câncer no peritônio, membrana que reveste o aparelho digestivo, desde 2010, quando foi diagnosticada. Há cerca de 6 meses, o quadro vinha se agravando, fazendo com que Hebe ficasse internada por diversas vezes.

Considerada a grande “dama da TV brasileira”, Hebe passou por, além do SBT e RedeTV!, a extinta TV Tupi, Record e Rede Bandeirantes. Além de apresentar, ela também se aventurava no ramo da atuação e do canto, esse último uma de suas grande paixões.

 

 

 

Último desejo de Lacraia não pôde ser realizado no funeral

“Agora, a ficha caiu. Infelizmente aconteceu, Deus quis assim. Devo muito a ela e nunca vou esquecer disso”. O lamento de MC Serginho  foi um dos momentos mais comoventes do funeral de Marco Aurélio Rosa, conhecido como “Lacraia”, ocorrido na manhã desta quarta-feira (11), no Rio de Janeiro.

O funkeiro, que alçou o sucesso ao lado do dançarino, deixou claro que não rompeu a amizade após o fim da dupla. Foi Serginho quem levou os pais de Lacraia ao funeral e voltou com eles para o Jacarezinho, comunidade da zona norte do Rio, onde moram.

“Se eu não fosse bem quisto nessa família  eu não estaria aqui, nem hoje e nem ontem!”, disse Serginho.

Uma multidão acompanhou o cortejo, que saiu da capela 1, do Cemitério de Inhaúma. Na chegada do caixão à sepultura, houve uma longa salva de palmas e cantos do refrão de Éguinha Pocotó, hit que popularizou Lacraia. 

Amigos de Lacraia contaram que um dos grandes desejos da dançarina não pôde ser realizado. Ela queria ser enterrada em um caixão cor de rosa, tonalidade que marcou seus figurinos de shows e parte das peças que mais gostava de usar em seu cotidiano. A família bem que tentou. Mas não houve tempo de providenciar e seu último pedido não pôde ser realizado. A saída encontrada foi escolher flores rosas para decorar o caixão e todo o ambiente.

Durante o funeral, acabou sendo revelada ainda a causa da morte de Lacraia. No atestado de óbito consta que Marco Aurélio morreu de tuberculose aguda, seguida de insuficiência respiratória e falência múltipla de órgãos. 

Com informações do site  OFuxico

%d blogueiros gostam disto: