Arquivos do Blog

Aquecimento “Dona Xepa”: A nova aposta da Record

Estreia hoje – (Foto: Divulgação)

Hoje estreia a nova novela da Record, “Dona Xepa”, que promete reverter o atual estado da teledramaturgia da emissora. A meta da novela de Gustavo Reiz é voltar a registrar a maior audiência fora da TV Globo, quando se tratar de novelas, que atualmente o posto é comandado por “Carrossel” do SBT.  Oscilando entre 6 a 8 pontos, “Balacobaco” fechou fora da meta, e não cumpriu com a missão.

A Record agora aposta numa trama ágil e de muita qualidade, a cenografia da novela é prova disso, efeitos cinematográficos farão parte das cenas de “Dona Xepa”. A emissora da Barra Funda continua apostando no público da classe C e com essa nova novela a Record quer voltar a brigar com a Globo pela liderança dos fins de noite. Em épocas das novelas “Poder Paralelo”, “Chamas da Vida”, “Vidas em Jogo” e outras, era comum vermos a Record atingir sempre picos de liderança no horário da dez.

A trama tem todos os ingredientes de uma novela de sucesso, a divulgação que a emissora vem fazendo chega a ser muito exagerada, não é possível que não faça efeito, o que é preciso agora é tomar cuidado com erros bestas que a Record sempre acaba cometendo, como a troca de horários, a falta de divulgação no meio da novela e outros detalhes. O público quer voltar a ver grandes novelas nos fim de noite da emissora paulista, agora é esperar para ver o que será de “Dona Xepa”!

Anúncios

Rei Davi custará R$ 25 milhões

Rei Davi  Canada 056 foto edu moraes e1326376074196 <i>Rei Davi</i> custará R$ 25 milhões

Leonardo Brício como Rei Davi em gravação no Canadá (Foto: Edu Moraes/TV Record)

A minissérie Rei Davi, que a Record estreia no próximo dia 24, custará quase R$ 25 milhões.

Segundo Hiran Silveira, diretor de teledramaturgia da emissora, cada um dos 29 capítulos custurá R$ 850 mil. Trata-se de um orçamento de superprodução para o padrão da TV brasileira.

Em apresentação da minissérie à imprensa, na manhã desta quinta (12), no Recnov (Rio de Janeiro), Silveira citou o investimento “muito grande em figurino e cenário”.

Segundo o executivo, o que o telespectador verá na tela terá uma “qualidade infinitamente superior ao que produzimos no passado”, numa referência às duas séries bíblicas anteriores _A História de Ester e Sansão e Dalila.

“Estamos felizes por produzir entretenimento com qualidade difícil de se observar em televisão”, disse Silveira.

 

Globo poderá investir em novos nomes na dramaturgia

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110729022153.jpg

“Araguaia”: colaboradora de Walther Negrão em folhetim das 18h busca voo solo na Globo – Reprodução

Após Patrícia Moretzsohn e Vincent Villari, que estão em vias de ganhar novelas solo na Globo, novos autores poderão ter espaço próprio na dramaturgia da emissora carioca nos próximos anos.

Segundo a coluna Controle Remoto, Jackie Vellego, parceira de longa data de Walther Negrão em novelas como “Desejo Proibido”, “Como Uma Onda” e mais recentemente em “Araguaia”, apresentou um argumento à alta cúpula da Globo e estaria aguardando retorno. 

Caso tenha êxito em todas as etapas exigidas pelo departamento de dramaturgia do canal, Jackie poderá ter um espaço próprio na faixa das 18h.

Embora não haja informações acerca do material apresentado, sabe-se que o argumento é baseado na história de sete mulheres em um contraste de dramas e alegrias.

Com Informações do Site Natelinha

Record aposta R$ 80 milhões na novela “Vidas em Jogo”

Vidas em Jogo, novela que a Record estreia na próxima terça-feira, na faixa das 22h, custará à emissora pelo menos R$ 80 milhões.

Segundo Hiran Silveira, diretor de teledramaturgia da rede, cada capítulo está orçado em R$ 400 mil. Serão 200 capítulos _”ou mais”.

A novela entrará no ar com duas cotas de patrocínio já vendidas, para Unilever e Colgate. Cada cota sai por R$ 94 milhões na tabela (sem considerar descontos e comissões de agências).

A expectativa da Record é a de que Vidas em Jogo alcance médias em São Paulo entre 15 e 20 pontos. De acordo com Silveira, não há uma meta de audiência, mas essa seria uma margem “confortável”.

Estas informações são do jornalista Daniel Castro.

Record acelera os trabalhos de sua teledramaturgia

Flávio Ricco
 
A Record não abandonou o projeto de três horários inéditos para a teledramaturgia. Com estúdios disponíveis e bem aparelhados no Complexo Recnov, Rio, esse é um plano que se pretende tirar do papel no decorrer do próximo ano.
Além de ter sob contrato um grande número de artistas exclusivos, a emissora também planeja reforçar o seu quadro de autores. São duas as possibilidades em análise: três novelas – como faz a Globo há muito tempo, ou duas novelas e uma minissérie com horários fixados na grade. A segunda opção tem mais força.
 
O projeto ainda será analisado com maior profundidade no decorrer dos próximos meses. De qualquer maneira já se planeja ainda para o segundo semestre a realização de um novo seriado policial, escrito por Marcílio Moraes, que tem “Chapa Quente” como título provisório.
UOL
%d blogueiros gostam disto: