Arquivos do Blog

SBT diz que MC Leozinho se faz de vítima no processo contra o canal

Em contato com o portal NT, o SBT negou que a Justiça tenha bloqueado R$ 1,5 milhão na conta bancária da emissora, referente ao processo movido pelo cantor MC Leozinho contra o programa “Se Ela Dança, Eu Danço”.

O canal de Silvio Santos ainda decidiu prestar diversos esclarecimentos. Primeiramente, a asessoria disse que o SBT já recorreu da “abusiva decisão”.

O departamento Jurídico da emissora foi firme e comentou: “o sr. MC Leozinho se faz de vítima, porquanto esperou oito meses para aforar ação de indenização e justamente na última semana do programa, o que espelha que os supostos e controversos danos alegados por ele não são tão irremediáveis como propagandeou ao longo dessas últimas semanas”.

O SBT também disse que o uso da música foi autorizada, “ainda que tacitamente, pela Editora Nowa”. Recentemente, o funkeiro declarou que não havia cedido os direitos da canção ao canal.
Os advogados da emissora ainda esclareceram: “os pedidos de autorização são feitos nos estritos termos do convênio que a TVSBT mantém com a UBEM (União Brasileira de Editoras Musicais – fusão entre a ABEM e a ABER), que por sua vez também tem como associada a Editora Nowa”.

Também deixou claro que o nome do programa “Se Ela Dança, Eu Danço” foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e que “portanto tal título não tem proteção autoral”.

Por fim, a assessoria de imprensa do SBT transmitiu: “a expressão ’Se ela dança, eu danço’ alardeada pelo sr. Mc Leonzinho como uma obra-prima não é original e não goza de proteção”.

Entenda o caso

No dia 15 de dezembro, MC Leozinho conseguiu uma liminar proibindo a emissora de exibir o reality show de dança, já que a atração tem o mesmo nome do refrão de seu maior sucesso.

O advogado do cantor, Sydney Sanches, disse que se o SBT não cumprisse a decisão, teria que pagar uma multa de R$ 500 mil a cada veiculação.
Na semana seguinte, a emissora exibiu o “Se Ela Dança, Eu Danço” com o título censurado. No início do programa, foi exibido um editorial apresentado por Lígia Mendes sobre a sentença judicial.

“O SBT está temporariamente impedido de usar a expressão ’Se Ela Dança, Eu Danço’ e em respeito a você telespectador pedimos desculpas pelas eventuais mudanças de cenário, grafismo, áudio e na abertura do programa”, disse Lígia.

Durante o programa, o logotipo apareceu invertido no cenário e, quando os apresentadores e jurados citavam o nome “Se Ela Dança, eu Danço”, um apito era soado.

Final

Nesta quarta (11), às 20h30, o SBT exibe a grande final da temporada do “Se Ela Dança, Eu Danço”.

Para chamar atenção da última edição, a equipe do programa criou uma chamada especial para a internet, se aproveitando do processo movido pelo funkeiro.

No vídeo, publicado no YouTube, a jurada Lola Melnick assiste um trecho do programa e, quando vai falar o nome “Se Ela Dança, Eu Danço”, surge um ruído censurando o título.

“’Pi’? Que ’pi’ é esse?”, questiona Lola, constatando logo depois: “ou seja, agora não pode mais dizer ’Se Ela Dança, Eu Danço’?”, diz em meio a vários palavrões, também censurados.

Por fim, ela decide falar o nome do programa em russo, língua de seu país natal. “Vai ser sensacional. Sensacional!”, finaliza a bela.

ATV

SBT vai pedir indenização a MC Leozinho por prejuízo em reality

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120112182322.jpg

Após vencer na Justiça a batalha que travava com Mc Leozinho, o SBT vai entrar com um processo contra o cantor solicitando indenização pelo prejuízo com o “Se Ela Dança, Eu Danço”.

A emissora anunciou na tarde desta quinta (12) que vai ingressar com pedido de indenizações morais.

Mesmo assim, Mc Leozinho e seus advogados ainda não se deram por vencidos. Apesar de o juiz já ter considerado a expressão “Se Ela Dança, Eu Danço” de domínio público e não de autoria do cantor, ele afirmou que irá recorrer.

Em conversa com o portal NaTelinha, o advogado do funkeiro atacou o SBT, dizendo que a emissora induziu a julgadora a erro ao deixar de levar ao seu conhecimento a verdade dos fatos.

Entenda o caso

No dia 15 de dezembro, MC Leozinho conseguiu uma liminar proibindo a emissora de exibir o reality show de dança, já que a atração tem o mesmo nome do refrão de seu maior sucesso.

O advogado do cantor, Sydney Sanches, disse que se o SBT não cumprisse a decisão, teria que pagar uma multa de R$ 500 mil a cada veiculação.

Na semana seguinte, a emissora exibiu o “Se Ela Dança, Eu Danço” com o título censurado. No início do programa, foi exibido um editorial apresentado por Lígia Mendes sobre a sentença judicial.

“O SBT está temporariamente impedido de usar a expressão ’Se Ela Dança, Eu Danço’ e em respeito a você telespectador pedimos desculpas pelas eventuais mudanças de cenário, grafismo, áudio e na abertura do programa”, disse Lígia.

Durante o programa, o logotipo apareceu invertido no cenário e, quando os apresentadores e jurados citavam o nome “Se Ela Dança, eu Danço”, um apito era soado.

 

Natelinha

 

SBT derruba liminar e exibe final do “Se Ela Dança, Eu Danço”

A Justiça de São Paulo cassou hoje a liminar que impedia o SBT desde o ano passado de usar o nome “Se Ela Dança, Eu Danço” para um de seus reality shows. Com a decisão, o SBT anunciou que exibirá hoje à noite (20h30) a final da temporada.

Em dezembro último, MC Leozinho, autor de uma música que tem o mesmo nome do programa, entrou com ação contra o SBT exigindo R$ 1,5 milhão da emissora, caso ela quisesse usar no programa o mesmo nome de sua música.

Leozinho obteve uma liminar e o SBT decidiu interromper a atração, mas iniciou o contra-ataque na Justiça. A Justiça aceitou a defesa do SBT, de que a expressão não fora criada pelo MC, mas que era de domínio público.

Além disso, também decidiu que a quantia exigida pelo músico era abusiva. Seus advogados não foram localizados para comentar a decisão judicial até a publicação deste texto.

No entanto, ainda cabe recurso a MC Leozinho, que pode contestar a decisão.

A emissora prevê colocar no ar a segunda temporada a partir de julho.

Divulgação
Jurados do programa: Jarbas Homem de Melo, Lola Melnick e João Wlamir

Adrenalina e nervosismo toma conta de mais uma eliminatória do programa

Nesta quarta, 05 de outubro, às 20h15, no “Se Ela Dança, Eu Danço” a adrenalina e nervosismo toma conta dos participantes que enfrentam mais uma eliminatória.

Um dos integrantes da Cia Jimmy de Oliveira passa mal antes da apresentação e coloca em risco o futuro do grupo no programa. Quem não está nem um pouco nervoso é Dih Montano, personalidade de mídia que promete dançar muito e revelar um segredo: Dih vai dizer o nome de seu namorado famoso.

Outro que vem para surpreender é o corajoso Bill, que largou tudo em Poços de Caldas para viver sozinho em São Paulo, tudo por amor à dança. O concorrente Anderson Paz aposta na paixão pelo balé clássico para ganhar um “sim” do João. Já a pequena Andreina vem lá de Pernambuco querendo colocar o João para dançar frevo! Será que ele topa?


SE ELA DANÇA, EU DANÇO
Nesta quarta, às 20h15

%d blogueiros gostam disto: