Arquivos do Blog

Bom Dia Leitores Especial , Hoje Iremos falar sobre uma doença que afeta muitos Brasileiros

Hoje o Bom Dia Leitores, falará de uma doença que afeta muito os Brasileiros a “Otite” , saiba como ela é , o por que ela causa , obs: ela afeta nos ouvidos .

Calor e umidade excessiva são as principais causas de inflamações e infecções de ouvido nesta época do ano
A umidade constante no canal externo do ouvido, comum durante o verão, quando aumenta a freqüência à piscina e praia, pode favorecer uma inflamação, a otite externa. A incidência da otite externa é 70% maior durante o verão. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia, Luc Weckx, a água pode remover a cera que protege o canal. Dor, coceira, secreção e diminuição da audição são os principais sintomas. O diagnóstico é por exame do canal e o tratamento incluiu limpeza cuidadosa.

O que é otite externa?
A otite externa é um tipo de infecção que acomete o canal externo do ouvido. Por ser ele quente, úmido e escuro, pode facilmente inflamar-se ou infectar-se com fungos ou bactérias.
Embora qualquer pessoa possa desenvolver uma otite externa, ela é mais comum em nadadores ou pessoas que freqüentam piscinas ou tomam banho de mar, daí ser muito mais comum no verão.

O que causa a otite externa?
Diversas causas podem levar à otite externa:
 se você nada com freqüência ou costuma lavar os ouvidos no banho, a água pode remover a cera que protege o canal externo do ouvido, tornando-o mais propenso a inflamações/infecções.
 trauma no canal externo do ouvido, como o uso de cotonetes, objetos ou o próprio dedo.
 falta de cera no canal externo do ouvido.
 viver em ambientes quentes e úmidos.
 outras condições de pele, como eczema, psoríase e outras dermatites.


Quais os sintomas da otite externa?
 dor de ouvido, que piora quando a orelha é pressionada ou puxada.
 coceira no canal externo do ouvido.
 saída de secreção do canal externo do ouvido.
– inchaço do canal externo do ouvido.
 diminuição da audição (ouvido tampado).

Como é feito o diagnóstico da otite externa?
O exame do ouvido geralmente revela um canal externo inchado e vermelho, podendo ter secreção em seu interior. A dor intensifica-se quando se manipula a orelha. Estes achados, juntamente com os sintomas descritos acima, permitem ao médico fazer o diagnóstico de otite externa.


Como a otite externa é tratada?
 o tratamento inclui uma limpeza cuidadosa do canal externo do ouvido.
 o médico poderá fazer um curativo no canal externo do ouvido.
 habitualmente são receitadas gotas para serem pingadas no canal externo do ouvido e antiinflamatórios e/ou analgésicos. Eventualmente podem ser utilizados antibióticos. Os sintomas geralmente melhoram em 2 ou 3 dias.
 deve-se evitar ao máximo a entrada de água, xampu, sabão ou outros agentes irritantes no canal externo do ouvido durante o período de infecção e inflamação. O ideal é evitar nadar e mergulhar por 2 ou 3 semanas após a cura da otite externa.
 nunca pingue nada no ouvido além dos remédios recomendados pelo seu médico.


Como a otite externa pode ser prevenida?
 seque bem os seus ouvidos após nadar e mergulhar ou após o banho, com uma toalha apenas. Você poderá ajudar a água escorrer para fora do canal externo do ouvido inclinando a cabeça para ambos os lados e tracionando gentilmente a orelha em diferentes direções. Eventualmente um secador de cabelos poderá ser usado a uma distância segura da orelha, com a menor velocidade e calor. Isso também pode ser feito com a utilização de algumas gotas de álcool caseiro.
 evite nadar e mergulhar em águas poluídas.
 nunca introduza objetos (cotonetes, lápis, etc) no canal externo do ouvido. Isto somente traumatizará a delicada pele que o reveste, levando a uma possível inflamação e infecção. As glândulas da pele do canal externo do ouvido produzem cerume (cera), que o protege e diminui a possibilidade de crescimento de bactérias ou fungos. Esta cera é necessária e não deve ser removida.
Se você acha que tem cera atrapalhando a audição, procure um otorrinolaringologista para certificar-se disso. A lavagem de ouvidos só deve ser realizada por otorrinolaringologista.
 proteja o canal externo do ouvido com algodão antes de usar algum spray ou tinturas para o cabelo.
 se tiver otite externa recorrente, proteger os ouvidos com algodão embebido em óleo de amêndoas.
 é recomendável o uso de protetores auriculares para os nadadores com otite externa recorrente.
Procure sempre um otorrinolaringologista quando tiver dor de ouvido. Existem outras doenças que podem estar associadas à otite externa e somente um especialista poderá orientá-lo adequadamente.

Fonte: Prof. Dr. Luc Louis Maurice Weckx, presidente da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia. 

 

Bomba: Ivete Sangalo Está com problemas de saúdes , e está no hospital

A doença contraída por Ivete é benigna e não contagiosa e seu quadro neurológico é estável. Um boletim médico foi divulgado à imprensa nesta segunda-feira (5) e novas informações sobre o tratamento devem ser divulgadas na manhã de terça-feira (6).
Confira abaixo o comunicado enviado à imprensa na íntegra.
“A cantora Ivete Maria Dias Sangalo foi atendida no Serviço de Pronto Atendimento na manhã de ontem, domingo, 4 de Dezembro, com quadro clínico de meningite benigna, não contagiosa, sendo afastado diagnóstico meningocócica tipo C. A paciente encontra-se em repouso em apartamento, em uso de medicações intravenosas, com quadro neurológico estável, lúcida, orientada e ativa. Aguarda exames laboratoriais mais específicos para definição do tempo de tratamento”.

Fonte: Gente Ig

Bom Dia Leitores: “As Principais Noticias do Dia”

Os 33 corpos das vítimas do grave acidente ocorrido na madrugada de sábado no quilômetro 583 da BR-116, no interior da Bahia, envolvendo um ônibus fretado da empresa TCB Turismo, uma carreta e um caminhão-baú, começaram a ser liberados neste domingo pelo Instituto Médico Legal de Vitória da Conquista, no sudoeste do Estado. Todas as vítimas eram trabalhadores rurais pernambucanos que voltavam para passar o fim do ano com suas famílias depois de cumprir empreitada no corte da cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul. 

Foto: Reprodução/Google Maps

Acidente ocorreu na região de Milagres, a cerca de 240km de Salvador

O ônibus, que não tinha autorização para realizar o serviço de fretamento, transportava 45 pessoas. Dessas, 33 morreram e 12 ficaram feridas, todas do sexo masculino. Os primeiros 14 corpos chegaram por volta das 17 horas de hoje em Caruaru, no agreste, a 135 quilômetros do Recife, levados em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que decolou do aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo, em Vitória da Conquista.

De Caruaru, seguiram em caminhões refrigerados do IML-PE para Buíque, a 285 quilômetros de Recife, onde residia a maioria das vítimas – e para Lagoa dos Gatos. Neste município, moravam dois trabalhadores. Outros 18 corpos devem chegar hoje de madrugada a Caruaru. O décimo nono, o do auxiliar do motorista, identificado como Ivo Hélio Alves, de 49 anos, foi levado pela família, de carro, para a cidade de Petrolina, onde morava e será sepultado.

Velório

O velório em Buíque, município de 53 mil habitantes, previsto para amanhã, deverá ser coletivo e será realizado no Clube Municipal da cidade. Do total de mortos, sete eram de uma mesma família, Beserra da Silva (morreram quatro irmãos e três primos). Segundo Soneide Beserra da Silva, irmã de Simão, Valmir, José Edilson e Valdenir, eles haviam passado sete meses fora e retornariam para Mato Grosso do Sul daqui a um mês. A família iria recebê-los com um almoço especial. De acordo com Soneide, a esposa de Valdenir está grávida de oito meses.

Dos 12 feridos que foram internados em Jequié (BA), dois se encontram em estado considerado delicado, com traumas neurológicos, e serão encaminhados em UTI aérea para o Hospital da Restauração, no Recife. O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), decretou luto oficial por três dias no Estado, e mandou para a Bahia, ainda na madrugada do dia do acidente, uma comissão integrada pelos secretários da Saúde, Casa Militar e Defesa Social e equipes da Assistência Social e do IML para ajudar nos trabalhos de atendimento aos feridos e liberação dos corpos.

Feridos

Os 12 feridos no acidente começaram a ser transferidos neste domingo para Pernambuco. De acordo com informações do Hospital de Jequié (BA), onde as vítimas foram internadas, uma pessoa foi transferida pela manhã e outras duas seguiram durante a tarde em UTI aérea para Recife.

A partir de segunda-feira (5), devem ser transferidos mais quatro pacientes. Entre os cinco restantes, três têm previsão de alta, um está estável e o outro está em estado grave, sem condições de transferência.

Outro grande acidente: Acidente deixa 27 mortos em Santa Catarina

O ônibus não tinha registro na Agência Nacional de Transportes Coletivos. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal, o veículo já pertenceu a duas empresas e não tinha autorização para realizar o serviço de fretamento. Porém, uma liminar concedida por uma juíza de Brasília impedia os policiais rodoviários de multarem ou reterem ônibus sem esse registro.

Últimas imagens feitas pelo cinegrafista da Band antes de morrer !

 

“AC INFORMAÇÃO EM PRIMEIRO LUGAR “

%d blogueiros gostam disto: