Arquivos do Blog

Ator Walmor Chagas morre aos 82 anos

 

Walmor Chagas (Foto: TV GLOBO / João Miguel Júnior)DIVULGAÇÃO

O ator Walmor Chagas morreu na tarde desta sexta-feira, 18, aos 82 anos.  De acordo com o site  G1, Walmor foi encontrado morto na chácara onde vivia na cidade de Guaratinguetá, no interior de São Paulo, na tarde desta sexta-feira 18/01/13.  Segundo um funcionário, o corpo do artista estava caído na cozinha do imóvel. Minutos antes, o caseiro relatou ao site, por telefone, que teria ouvido o barulho de um tiro.

Gaúcho de Porto Alegre, o último trabalho do ator foi na novela da Rede Globo, “A Favorita”. Antes, ele atuou em “Pé na Jaca” (2006), “Esperança” (2002), “Os Maias” (2001), entre outros. A última aparição pública de Walmor Chagas foi em outubro do ano passado, ao lado de Vladimir Brichta, na pré-estreia do filme em que atuaram juntos, “A coleção invisível”, em São Paulo.

Formado em Filosofia na Universidade de São Paulo, ele acumula também inúmeros trabalhos no teatro e na TV. Ele deixa uma filha, Maria Clara Becker Chagas, do seu casamento com a atriz Cacilda Becker, morta em 1969.

Anúncios

Ator de “A Praça é Nossa” morre em Campinas, famoso pelo bordão “Tô de olho no sinhô”

33 projeto viva o parque, a praca e nossa, clayton silva, to di oio 14-12-2008 004

DIVULGAÇÃO

Morreu na tarde desta terça-feira  15/01/13,  o ator e comediante  Clayton Silva,  que atuava no humorístico “A Praça é Nossa”, do SBT. Entre seus personagens, um dos mais famosos foi o que imortalizou o bordão “Tô de olho no sinhô” e o caipira do “Êta Fuminho Bão”.

O velório será nesta quarta-feira, em Indaiatuba e de lá o corpo será levado para o crematório da Vila Alpina, em São Paulo. Ele lutava contra um câncer havia três anos e estava internado desde o dia 27 de dezembro no Centro Médico. Clayton era casado havia 50 anos. Deixa três filhos, quatro netos, e milhões de fãs que ficaram órfãos de seu talento

Jovem indiana vítima de estupro coletivo morre em hospital de Cingapura

Bangcoc, 29 dez (EFE).- A universitária indiana, cujo estupro coletivo gerou uma onda de protestos na Índia, morreu na madrugada deste sábado em um hospital de Cingapura, onde estava internada, informaram fontes diplomática, que ressaltaram que o corpo da jovem será levado ainda hoje ao seu país.

‘A paciente morreu em paz às 4h45 (locais) do dia 29 de dezembro de 2012′, informou o centro hospitalar Mount Elizabeth em um comunicado, o qual mencionava que a família da universitária ‘esteve o tempo todo ao seu lado’.

Créditos: G1

Morre a atriz Thelma Salim

Atriz tinha 73 anos (Foto: Divulgação)
Aos 73 anos, morre Thelma Salim Reston na madrugada desta quinta-feira (20), aos 73 anos. A atriz, que estava internada no Hospital São Lucas, no Rio de Janeiro, vinha tratando de um câncer. O velório está marcado para às 14h na Capela 1, do Cemitério São João Batista. A cremação será na sexta-feira (21), sem horário definido.

Nascida em Piracanjuba, em Goiás, no dia 06 de julho de 1939, Thelma Reston teve sua carreira consagrada na televisão, no cinema e no teatro. Conhecida por seus papeis cômicos, a atriz ja atuou em mais de 40 filmes e em mais de 30 peças. Seu último trabalho na TV foi como D. Violante, uma ladra contumaz, na novela “Aquele Beijo”, em 2011.

Seu primeiro papel na Rede Globo foi em 1975, na primeira versão de “Gabriela”. Mas Thelma também já passou pela extinta TV Manchete e pela Bandeirantes. Ela já atuou, também, em dezenas de novelas, minisséries e humorísticos, entre eles: “Brilhante” (1981), “O Primo Basílio” (1988), “Pedra sobre Pedra” (1992), “Engraçadinha” (1995), “Os Maias” (2001), “Senhora do Destino” (2004), “Negócio da China” (2008) e “Toma Lá Dá Cá” (2009).

Yahoo

Bomba : Astro de ‘Dallas’, Larry Hagman, morre aos 81 anos nos EUA

Larry Hagman, famoso por interpretar o vilão JR Ewing na série de televisão Dallas, morreu nessa sexta-feira, aos 81 anos, em um hospital de Dallas, nos Estados Unidos. De acordo com membros da família, Hagman morreu às 16h20 no Medical City Dallas Hospital, devido a complicações provocadas pela sua luta contra o câncer, segundo informações do diário DallasNews.

De acordo com um comunicado da família, Hagman estava reunido com seus parentes e amigos próximos para o feriado de Ação de Graças, em Dallas. Ele morreu de forma pacífica, “como ele desejava”. A família complementa a nota com um pedido de privacidade neste momento.

Larry Hagman, nascido em 21 de setembro de 1931, em Fort Worth (Texas), ficou mundialmente famoso por seu papel como John Ross Ewing, mais conhecido como J.R., na série Dallas, na qual vivia um homem de negócios sem escrúpulos, malicioso e manipulador.

O ator era casado desde 1954 com a decoradora sueca Maj Axelsson, com quem tinha dois filhos. Desde 13 de junho, apesar da idade, o ator voltara a Dallas para dar vida a J.R. na nova série Dallas 2.0, produzida pela rede de televisão TNT.

Com informações da EFE

BOMBA: Inventaram morte do ator Cássio Scapin

Você como um bom internauta deve saber que esta ferramenta que usamos diariamente é boa, e ao mesmo tempo, te engana muito. Hoje, vi uma foto na qual o ator que representou (muito bem por sinal) o menino Nino em ‘Castelo RA-TIM-BUM’, estaria morto.

É apenas uma imagem, que não te dá fontes e muito menos informações sobre o fato, com isso, você deve prestar bem atenção em todos os detalhes que foram divulgados.

Quando alguma celebridade, seja ela da mídia atual ou antiga, morre, com certeza os grandes  sites de notícias e veículos de comunicação vão fazer de tudo para levar está informação até você de uma maneira muito rápida. Ou seja, se você não leu ou ouviu nenhuma notícia, fique desconfiado sobre tal fato.

Portanto, Cássio Luiz de Souza Scapin, o ator em questão não está morto !

De vez enquanto surgem boatos da morte de alguns famosos, dessa vez inventaram a morte do grande ator Cássio Scapin, as vezes o caso da falsa morte de algum artista é noticiado em telejornais, no caso, nenhum foi destacado e inclusive na internet, onde  informação chega mais rápido a notícia não foi veículada como no R7 e G1, portanto é  boatos, ele não morreu. Ele ficou em destaque pelo seu personagem Nino.

É triste ver como as pessoas inventam coisas absurdas, ainda mais se tratando da vida de uma pessoa.

Com informações do Site Foco News

Ex-mulher de sertanejo Hudson morre com um tiro na cabeça

Larissa Lopes , ex-mulher do sertanejo Hudosn , da dupla com Edson , morreu na tarde dessa segunda-feira (12) em Limeira, no interior de São Paulo, com um tiro na cabeça. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial da cidade.

 

De acordo com a delegacia, a investigação trabalha com a hipótese de suicídio, mas as causas da morte ainda estão sendo investigadas. Uma funcionária da delegacia confirmou ao iG as informações de que a produtora de moda, de 26 anos, levou um tiro na cabeça dentro da loja de carros do pai dela, no entanto, o delegado responsável pelo caso, Dr. João Batista Vasconcelos , não quis falar com a reportagem por telefone sem o consentimento da família da moça.

A assessoria de imprensa do músico de 40 anos falou ao iG que Larissa chegou a ser socorrida e deu entrada em um hospital de Limeira já com morte cerebral. “O Hudson está muito abalado e por isso ainda não se pronunciou”, comentou a assessora. Já Edson usou as redes sociais para deixar uma mensagem. “Larissa Lopes, que Deus te ilumine e te guarde debaixo de suas asas”, escreveu o músico pelo Twitter. Em 2009, antes da separação da dupla, que retomou a parceria no início de 2012, Edson foi acusado por Larissa de agredi-la nos bastidores de um show. O cantor negou a acusação, que foi retirada em seguida por Larissa.

O enterro de Larissa está marcado para as 14h desta terça-feira (13) no Cemitério Saudade, em Limeira. 

Hudson e Larissa não tiveram filhos juntos e o casamento chegou ao fim há um ano.

IG

Corpo do ator e diretor Marcos Paulo é velado no Rio

Cremação será no Memorial do Carmo, Zona Portuária.
Ele tinha 61 anos e morreu na noite de domingo de embolia pulmonar.

O corpo do ator e diretor Marcos Paulo é velado na capela 1 do Memorial do Carmo, na Zona Portuária do Rio, na manhã desta segunda-feira (12).

A informação inicial do cemitério era de que a cerimônia de cremação seria às 11h. Mas, de acordo com a assessoria de comunicação da TV Globo, às 11h30 o velório será aberto ao público. A partir das 16h haverá uma cerimônia religiosa. A cerimônia de cremação, restrita à família, será às 17h.

Marcos Paulo morreu na noite deste domingo (11), aos 61 anos, de embolia pulmonar. Ele estava em casa, no Rio.

Por volta das 8h30, a atriz Flávia Alessandra chegou acompanhada do marido, Otaviano Costa, e de Giulia, uma das três filhas de Marcos Paulo.

Em seguida, a atriz Renata Sorrah chegou ao local com Mariana, também filha do diretor. Marcos Paulo tinha três filhas: Vanessa, com a modelo Tina Serina, Mariana e Giulia. Atualmente o diretor era casado com a atriz Antonia Fontenelle. Ela chegou ao velório por volta das 9h10.

Antônia Fontenelle chega ao velório de Marcos Paulo (Foto: Renata Soares/G1)Antônia Fontenelle chega ao velório de Marcos
Paulo (Foto: Renata Soares/G1)

Em uma carreira de mais de quatro décadas, iniciada ainda na adolescência, Marcos Paulo destacou-se primeiro como galã de novelas. No final dos anos 1970, ele passou a se dedicar também à direção, tendo assinado trabalhos marcantes como “Dancin’ days” e “Roque Santeiro”. Recentemente, estreou como cineasta, em “Assalto ao Banco Central”.

Em agosto do ano passado, o ator e diretor passou por cirurgia para remover um tumor no esôfago. Ele havia sido diagnosticado com câncer em maio de 2011. Segundo comunicado da Central Globo de Comunicação divulgado na época, Marcos Paulo havia descoberto o tumor precocemente em exames de rotina e tinha dado início ao tratamento em seguida.

Na última sexta-feira (9), Marcos Paulo compareceu ao 9º Amazonas Film Festival, em Manaus (veja fotos). Ele retornou ao Rio na manhã deste domingo.

 De acordo com o portal Memória Globo, Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo, em 1º de março de 1951, e foi criado no bairro do Bixiga. Ele era filho adotivo do ator, autor e diretor Vicente Sesso, o que lhe garantiu contato precoce com a TV.

Na TV Globo, atuou em dezenas de novelas, como a primeira versão de “Gabriela” (1975) e “Tieta” (1989). Na década de 1980, em “Sinhá moça” (1986), de Benedito Ruy Barbosa, e na minissérie “O primo Basílio”, baseada no romance do escritor português Eça de Queiroz (1845-1900), na qual defendeu o papel-título.

 Depois, vieram participações relevantes em “Meu bem, meu mal” (1990) – cuja direção assumiu com a novela já em andamento, em substituição a Paulo Ubiratan –, “Despedida de solteiro” (1992) e “Quatro por quatro” (1995). Mais recentemente, ele pôde ser visto em “Páginas da vida” (2006).

Sua estreia na direção aconteceu em “Dancin’ days” (1978) – ele dividiu a função com Dennis Carvalho e José Carlos Pieri. Já seu principal trabalho como diretor de novelas foi em “Roque Santeiro” (1985). Ele também dirigiu “Fera ferida” (1993), “Salsa e merengue” (1996) e “A indomada” (1997). Ao longo da última década, ficou responsável por “Porto dos milagres” (2001), “O beijo do vampiro” (2002), “Começar de novo” (2004) e “Desejo proibido” (2007).

Cinema
No cinema, seu único trabalho como diretor de longa-metragem foi “Assalto ao Banco Central” (2010). Marcos Paulo já trabalhava na produção do que marcaria seu segundo filme como diretor. Segundo ele, “Sequestrados” seria um “thriller policial”, com parte de suas cenas gravadas no Amazonas. O elenco teria Lima Duarte, Milhem Cortaz, Fábio Lago, Vinícius de Oliveira e Eriberto Leão.

Desde 1998, Marcos Paulo era responsável por um dos núcleos de direção de programas da TV Globo. Além de novelas, o núcleo produziu episódios de “Você decide”, “Malhação”, o especial de fim de ano “Estação Globo” e o programa humorístico “Os caras de pau”.

G1

%d blogueiros gostam disto: