Arquivos do Blog

“BBB13”: Dhomini critica o “Pânico” e elogia a Globo: “sou grato”

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130115202910.jpg

Na academia do “BBB13”, Dhomini detonou o programa “Pânico”, atualmente no ar pela Band. A conversa aconteceu na noite desta terça-feira (15) entre ele e Marcello.

O veterano criticou o humorístico pelo convite invasivo para entrar em sua casa e filmar sua família. Segundo Dhomini, o intuito do programa era mostrar como seria a vida de Sabrina Sato, que se envolveu com ele durante o confinamento, caso ela estivesse casada com o brother.

Dhomini frisou para Marcello que nem todos querem expor suas vidas. Ele ainda afirmou que o “Pânico” o chamou para fazer uma homenagem a ex-namorada: “Queriam que eu saísse de dentro de um bolo no aniversário da Sabrina”, relembrou.

Por fim, o veterano revelou que não gosta de participar de programas que querem explorar sua imagem: “Trabalho de graça para a Globo. A casa que tenho foram eles que deram. Sou muito grato”.

Na Telinha

“BBB13″ aquele que veio para surpreender os telespectadores

Logotipo novo e oficial do reality / Divulgação: Globo

Logotipo novo e oficial do reality / Divulgação: Globo

Chegou o dia em que todos nós telespectadores fanáticos esperávamos: Finalmente depois de um longo tempo de espera saberemos tudo, mas tudo que a décima terceira edição do reality show “Big Brother Brasil” irá nos proporcionar. Uma grande expectativa rondava a todos nós, perguntas como: “Como será a nova casa?”, “Como serão os novos participantes?”, “Quem vai sair da casa de vidro direto pro reality?”, e por fim a mais esperada de todas: “Quem serão os ex-BBB’s?”. Ex-BBB’s que, aliás, eram os mais citados na mídia especializada. Vários ex-participantes queriam – ou não – uma nova chance na casa mais vigiada do Brasil. Agora cá entre nós, a única coisa que ex-BBB quer depois que sai da casa é estender a fama.

Exatamente às 22:16 o Big Brother Brasil 2013 tem seu ciclo na TV iniciado. Como já de praxe, Pedro Bial comanda todo o programa, mesmo com sua notória e exausta aparência. Será que poderia ser um certo ‘cansaço’ de apresentar um mesmo programa durante treze anos ?! Enfim, apenas um questionamento a ser levantado que só poderá ser respondido pelo próprio.

Participantes são apresentado ao público

Pulando para uma outra etapa, os novos participantes: de um lado tem Aline, que sinceramente possui uma semelhança muito grande com a personagem Penha, protagonizada por Taís Araújo na novela “Cheias de Charme”. Logo de início a morena causa e espanta ao soltar a famosa frase: “Pra entrar na Globo tem que dar pra alguém, eu não precisei fazer isso!”, se mostrando uma participante forte e polêmica, prometendo causar e se tornar até a principal vilã da edição.

E se por um lado temos a polêmica Aline, por outro observamos a planta Marien, que pouco apareceu na estreia do programa. Outro do gênero é o Professor Ivan, que a depender do seu comportamento ao decorrer dos dias poderá dominar o jogo e se tornar peça próxima ao prêmio máximo. Isso é, se alcançar a segunda semana de confinamento.

Vamos ao Aslan, que se não ganhar o grande prêmio já protagonizou um grande feito: Ser o primeiro homossexual a protagonizar um beijo gay natural e verdadeiro em um reality no Brasil. Um feito e tanto! Fora isso ele é engraçado, extrovertido e exagerado, típico para o perfil de um brother. Andressa e Fernanda são as sister’s do tipo “serei amiga de todos”… As duas já se tornaram praticamente amigas de infância. Mas é claro que para um público já expert em Big Brother, isso nada mais é do que uma estratégia de jogo.

Passados os erros técnicos típicos de estreias do Big Brother, as novidades foram relatadas ao público: A casa de vidro localizada em um Shopping de São Paulo com 06 participantes, sendo três homens e três mulheres, ambos disputando por duas vagas no jogo com votação pelo site oficial da emissora.

Volta de Natália a casa mais vigiada

os Telespectadores que acompanham o programa ficam todos vidrados na televisão para saber da grande surpresa que rondava a todos nós desde do final da edição passada. Pedro Bial  anuncia a volta de Fani, que por sua vez soube driblar toda a imprensa acerca da sua entrada na casa. O vencedor do primeiro Big Brother, Bambam, volta a competição sem a sua boneca de lata para tentar conquistar o público brasileiro. Além dos dois, Dhomini – vencedor do BBB 3 -, Natália – BBB8 -, Eliéser e Anamara – BBB10 – ganharam uma vaga para disputar pelo prêmio. Logo de cara, o público se revoltou com a volta de participantes que já ganharam outros programas e lançaram vários pedidos em redes sociais pedindo a eliminação de Bambam e Dhomini, ambos vencedores do BBB1 e BBB3.

Com uma nova decoração e estrutura impecável, os olhos do público se voltarão para a casa mais vigiada do país durante os três próximos meses… Brigas, desentendimentos, choros, lamentações, tudo isso se soma a grande paixão do brasileiro por reality show. Além disso, as surpresas são realmente fascinantes aos olhos dos fãs, repercutindo rapidamente  nas redes sociais em poucos minutos com tag’s como: #BBB13, #Essa Aline, #TeamMaroca ou #ForaBambam. Mas se por um lado a repercussão foi boa, a audiência infelizmente deixou a desejar. De acordo com a prévia do “Ibope”, a atração registrou 25 pontos de média com pico de 29. No ano passado, foram 34 pontos. O número é bem menor que os 48,7 pontos do “BBB 1″, por exemplo. Apesar da queda, a Globo liderou no horário, seguida pelo SBT, com 7 pontos, e a Record, com 5,5 pontos.

*Vale ressaltar que cada ponto equivale a 58.000 domicílios somente na Grande São Paulo*

O Canal

Ex-panicat Aryane critica permanência de Babi Rossi no humorístico

 

Aryane Steinkopf/AgnewsA ex-panicat Aryane Steinkopf, que será capa da revista “Playboy”, afirmou que achou contraditória a permanência de Babi Rossi no humorístico. Segundo ela, que foi demitida na nova fase do “Pânico” (Band), a continuação da loira contradiz o diretor Alan Rapp.

“A permanência dela como panicat contradiz algumas declarações do diretor, que disse recentemente que o perfil ‘bombadão’ não interessava mais”, disse, salientando que ficou feliz em ver a colega no programa.

Aryane afirma que Babi, assim como ela, é “uma menina que corre atrás do que deseja, trabalha arduamente, além de ser muito linda”.

As informações são do site “Ego”.

Brunete chama Val Marchiori de amiga da onça

Brunete e Val tiveram um conflito no programa desta semana / Divulgação/Band

Brunete e Val tiveram um conflito no programa desta semana

Foto: Divulgação/Band

“A Val é terrivel!!!” e “Te odeio!!!!!!Amiga da Onça!” foram algumas das frases ditas por Brunete Fraccaroli no Twitter sobre Val Marchiori, sua companheira no reality “Mulheres Ricas”.

No programa desta segunda, dia 9, a arquiteta fez um risoto com camarões, rúculas, gorgonzola e presunto, muito criticado pela socialite.

Pelo jeito, Brunete ficou muito brava com os comentários da colega e chegou a chama-la de falsa. “Vou dar um jeito de postar a receita do meu risoto. Que estava ótimo! Foi inveja da Val dizer que estava mole”, rebateu.

Val está sendo alvo de diversos ataques. Nesta segunda, dia 9, Narcisa chamou-a de vendedora de frango.

eBand/NTB

Crítica: Band mais uma vez faz o telespectador de trouxa

https://i1.wp.com/www.anmtv.xpg.com.br/wp-content/uploads/24horas-band-cancelado.jpg

Tá aí uma emissora que merece a posição que tem: ora quarto, ora quinto lugar.

Todo final de ano é a mesma coisa: dizem que irão tirar o pastor RR Soares da programação noturna.

Dessa vez até fizeram barulho porque iriam exibir diariamente a série 24 Horas, um dos grandes sucessos da TV mundial. Causaram alvoroço, quem não viu quer ver e quem já viu gostaria de rever – a produção era veiculada em horário ingrato na Globo.

Poderia ser o que Sobrenatural e CSI foram para SBT e Record, respectivamente. O apelo é o mesmo.

Diria que fazia uns três, quatro pontos fácil – pra quem vive de dois é tipo o dobro.

Mas eis que… renovaram o contrato do bispo, aumentaram seu tempo no ar e cancelaram a produção.

Já começam o ano em “paz” com quem lhes prestigia.

Cena aberta

Mulheres ricas’ e a piada pronta, diz Kagout

Imagem

O bordão criado pela socialite carioca Narcisa Tamborindeguy, “Ai, que loucura”, resumiria bem, numa frase publicitária, a estreia de “Mulheres ricas” na Band anteontem. O reality é inspirado em “The real housewives”, que retrata o dia a dia de patricinhas da categoria sênior, digamos, nada de Paris Hilton e afins. As participantes são Narcisa, Val Marchiori (foto acima), Débora Rodrigues, Brunete Fraccaroli e Lydia Sayeg.

Entre um “hellooou” e um “adoooro”, o programa diverte mostrando um mundo que, ninguém pode negar, parece de borbulhante alegria. As personagens misturam autoconfiança extrema com incontinência verbal violenta. A combinação dispensa condução editorial para fornecer um resultado próximo do ridículo. É o universo paralelo da piada pronta.

Val se apresenta como “mãe, empresária, linda, né, loura, alta e magra”. No primeiro episódio, disse que acorda cedo para tomar banho de banheira; de tarde, faz muitas compras. A loura e seu inseparável gentil servant (Brunete também tem um) aparecem num bordejo pela loja Louis Vuitton, que chamam de “Luizinho”. É que, explica ela: “A aparência diz muito do que você é. Uma roupa errada estraga um bom negócio”. Como se pode constatar, o conceito de roupa errada varia.

Mais longo do que o necessário, porém bem realizado, “Mulheres ricas” seguiu mostrando casacos de pele, um cachorro “que pensa que é uma menina” (de Brunete), vozes em falsete e até a negociação de compra de um jatinho regada a champanhe. Como todo mundo sabe, nada disso tem a ver apenas com riqueza. É uma questão de estilo de vida, de ideologia, de loucura, de gosto. Mas, noves fora, rendeu um bom programa de TV.

‘A Fazenda’: Valesca serviu de bode expiatório para evitar uma final antecipada

Valesca se despede de Raquel Pacheco: adeus emocionado

Não é preciso ser nenhum gênio para perceber que nessa reta final de “A Fazenda” a disputa pelo grande prêmio de R$ 2 milhões está polarizada entre Joana Machado e Monique Evans. Dessa maneira, exagerando bastante na leitura, pode-se dizer que o choro copioso de Raquel Pacheco com a eliminação de Valesca Popozuda pode ser encarado também como um lamento, a realização de que é coadjuvante nesse ponto do jogo e que tem chances menores de sair vencedora.

Limada da competição com 46% dos votos, a funkeira carioca pode ser encarada como “baixa de guerra” no reality show. Afinal, está mais do que na cara que a última roça foi tripla para evitar o confronto precoce entre Joana e Monique. Permitir que isso acontecesse seria como deixar que a grande final ocorresse três dias antes do dia marcado. Valesca não saiu por ser impopular. Ela se despediu da sede em Itu apenas por ser menos popular que a apresentadora e a personal trainer. O mesmo teria acontecido com Raquel Pacheco se ela tivesse sentado na mala branca e encarado as perguntas de Britto Jr.

A essa altura do campeonato, o que vai determinar quem sairá campeã do programa é a história construída ao longo dos últimos três meses. E é por isso que Raquel deve ficar com o terceiro lugar. Foi a única a não se comprometer. Não se opôs a Gui Pádua. Ouviu calada as ofensas machistas de Cumpadre Washington. Este ano o que tem se visto nos reality shows é que o público tem admirado mulheres de fibra, que não baixam a cabeça. Maria ganhou o “BBB 11″. No “Hipertensão” as favoritas são do sexo feminino. Na “Fazenda” não foi diferente. Comparativamente, Joana e Monique saíram-se muito bem no jogo. Mas nas últimas semanas a personal trainer saiu um pouco do foco, brigou menos, tentou se conter mais. Por isso Monique deve sair de Itu milionária. Quem viver verá.

Na TV

‘A Fazenda’: Vitória de Raquel Pacheco não significa que ela é favorita ao prêmio

Raquel Pacheco é recebida pela amiga Valesca Popozuda

A última roça de “A Fazenda” foi tão disputada quanto se imaginava. Guardado a sete chaves até o último minuto – Britto Jr. recebeu o resultado no ponto eletrônico – o resultado que tirou Thiago Gagliasso do jogo criou uma lista de finalistas inédita no reality show da Record. Pela primeira vez um homem se vê cercado por quatro mulheres na reta final do jogo. Tamanho isolamento pode fazer com que a popularidade de Marlon cresça e os rumos do programa se alterem.

A essa altura, o risco das favoritas Joana Machado e Monique Evans disputarem juntas uma berlinda é cada vez maior. Se for esperta, a Record deve torcer para que isso não aconteça. Do contrário, pode não haver mistério sobre a identidade do vencedor. O fato de Raquel Pacheco ter sobrevivido à última roça não significa necessariamente que ela está “certa” por brigar com a amiga Joana. Em termos bem pragmáticos, não foi ela que ficou. Foi Thiago que saiu. Muito provavelmente por causa de todo o barulho causado pelos maus tratos às cabras do reality show.

Mais do que nunca, o jogo agora exige paciência e determinação. Um deslize pode colocar tudo a perder. Exemplo clássico de que isso é possível foi o que aconteceu com Daniel no “BBB 11″, que teve de se contentar com o terceiro lugar depois de maltratar a vencedora Maria. Esta semana marca o fim da votação entre os peões. Agora o destino deles será definido por meio de uma prova. Se não for de sorte, provavelmente já se pode colocar um lugar para Monique Evans na última berlinda. É esperar pra ver.

Na TV

%d blogueiros gostam disto: