Arquivos do Blog

Confira como foi a estreia de “Amor & Revolução” pelo Brasil

Ontem estreou a novela “Amor & Revolução” no SBT, e segundo dados prévios da Grande São Paulo a trama marcou 7.1 de média e fechou em terceiro lugar, a Record foi vice com 12.3 e a Globo liderou com 19.6.

Confira agora a audiência de estreia em algumas praças:

Rio de Janeiro: marcou 7.3 com picos de 11 e share de 12% contra 17.3 da Record, 20.6 da Globo e 2.7 da Band.

Belo Horizonte: Foi vice com 6.3 com picos de 8 e share de 13%, a Record ficou em terceiro com 5.9, a Band em quarto com 3.5 e a Globo liderou com 20.7.

Porto Alegre: marcou 5.5 com picos de 7 e 9% de share, perdeu pra Band que atingiu o terceiro lugar com 6 pontos, a Record foi vice com 8.4, e a Globo líder com 27.7

Distrito Federal: Na capital, a trama marcou 10.3 pontos de média e fechou em terceiro lugar, a RedeTV ficou em quarto com 4 pontos, a Record na vice com 11.2, e a Globo liderou com 18.4

Apesar de eletrizante e emocionante, “Amor e Revolução” não convence

“Senhor Deus dos desgraçados, dizei-me se é loucura ou é verdade.” Antonio de Castro Alves. Que poderíamos aplicar tranquilamente na situação que vivemos no atual cenário televisivo do país.

Sabe aquele lado negro da história que qualquer um tem pavor em comentar? O SBT deu a mão à palmatória, ofereceu a cara pra bater e quebrou o protocolo: uma novela pautada toda ela na ditadura militar que o Brasil viveu entre os anos 60 e 80. “Nenhuma outra emissora jamais teve coragem de mostrar”, ilustrou com extrema perfeição José Messias. “Amor e Revolução” veio para quebrar todos os paradigmas.

O que aconteceu nos porões do país enquanto se mostrava na TV carnaval e festa? Qualquer pessoa que freqüentou algumas aulas de história no ginásio colegial sabe a resposta: tortura, morte, pancadaria, dor e sofrimento. Mas saber e ter coragem de mostrar são coisas completamente diferentes. Coragem de dizer verdades em um país que se fundou em concretos de mentira.

Esse horário tem poder: 22h15. Começaram nesta mesma hora “Ribeirão do Tempo” e “Tapas e Beijos”. No twitter, todos iniciaram as reclamações sobre a emissora de Silvio Santos, alegando que tinha que ter DNA no Ratinho, para entregar com boa audiência para a novela de Tiago Santiago. Não adiantava mais discutir táticas de guerrilha àquela altura, a sorte estava lançada.

Com 15 minutos de atraso (pra variar), começava “Amor e Revolução”. A primeira cena foi ação e adrenalina pura, um grupo de extermínio aos comunistas soltava frases do tipo “comunista bom é comunista morto” e acelerava o coração de quem assistia.

Na tela da televisão aparecia o aviso dizendo que a novela era para maiores de 14 anos de idade. Mas a cena de sexo exibida pelo SBT merecia um horário mais adequado. Os seios da atriz Lúcia Veríssimo ficaram à mostra para quem quisesse ver e, como se não bastasse, seu companheiro de cena, Licurgo Spínola, usava-os, como em filme pornô.

Aliás, o Tiago Santiago não deve ser muito criativo: Maria Paixão e José Guerra nos lembram Ana Raio e Zé Trovão. Não dava pra pôr nome de gente normal nessas criaturas?

Os minutos se passavam e o SBT não atravessava os 8 pontos no IBOPE na grande São Paulo, ficando atrás de “Ribeirão do Tempo”, que já estendia-se dois dígitos. No Rio de Janeiro, a novela da Record fisgava a liderança da Globo, enquanto que em Brasília e Recife Amor e Revolução chegava a liderança às 23h10. Entretanto todos esperavam mais, assim uma música de fundo com o nome de “Frustração” pairava no ar.  Por falar em som, a trilha sonora da nova novela do SBT estava impecável, como prometeu o autor. Cálic – Pitty; Alegria, Alegria – Caetano Veloso; Domingo no Parque – Gilberto Gil; Nossa Canção; deram um tom especial à noite.

Enfim, “Amor e Revolução” não ficou devendo. Mas sabe aquele gostinho que fica na boca após comer um pedaço de ovo de páscoa? Pois é, esperávamos um pouco mais, mas só um pouco.

In memoriam Sérgio Madureira.

Por: Breno Cunha

//

Estreia de “Amor & Revolução” registra terceiro lugar

A novela “Amor & Revolução” fez sua estreia no SBT na noite desta terça-feira, 05 de abril.

Primeira telenovela brasileira a abordar o assunto em sua trama central, a trama de Tiago Santiago com direção de Reynaldo Boury é ambientada no período da ditadura militar no Brasil.

Segundo a prévia, “A & R” marcou 7.1 de média com pico de 9.1 pontos contra 19.6 da Globo, 12.2 da Record, 4.0 da Band e 3.7 da RedeTV.

“Amor e Revolução” exibirá beijo gay

 

 

Luciana Vendramini e Giselle Tigre serão, respectivamente, a advogada Marcela e a jornalista Marina Campobelo. Foto: Léo Pinheiro/TerraGiselle Tigre e Luciana Vendramini protagonizarão beijo gay em ‘Amor e Revolução’
Foto: Léo Pinheiro/Terra 

De acordo com a coluna Zapping, do jornal Agora São Paulo, as atrizes Luciana Vendramini e Giselle Tigre protagonizarão um beijo gay na novela Amor e Revolução, que estreia nesta terça-feira (5) no SBT.

A cena já foi gravada. Em relação ao tabu, o autor Tiago Santiago garante que a cena não será cortada. A novela é ambientada na época do regime militar e terá outros personagens homossexuais. O folhetim será exibido às 22h15 e será recomendado para maiores de 14 anos.

Filho de Wagner Montes e Sonia Lima, Diego Montez estreará como ator na novela ‘Amor e Revolução’, do SBT

 Diego Montez: dicas da mãe famosa

“Amor e Revolução”, novela do SBT que estreia amanhã, promete revelar uma nova cara, mas cujo os pais são velhos conhecidos. Filho de Sonia Lima e Wagner Montes, o eterno casal vinte do “Show de Calouros”, Diego Montez ganhou um papel na trama escrita por Tiago Santiago. Ele dará vida a um jovem ator que milita contra a ditadura. O rapaz ainda não gravou suas primeiras cenas, mas já ganhou dicas da mãe, que faz parte do elenco da Record.

Curiosamente, outros parentes de famosos estão no folhetim do SBT. Marcelo Camargo, filho de Hebe Camargo, e Tiago Abravanel, neto de Silvio Santos, também foram escalados para o elenco.

Na TV

SBT e Record tem estréias esperadas hoje no horário nobre

Jamais uma novela do SBT chegou ao seu dia de lançamento nessas condições: imprensa toda esperando, grande divulgação na programação e na eminência de ser campeã de críticas.

Tudo por que o tema sugere bastante: ditadura militar. Hoje, ás 22h15 você não pode perder a estréia de Amor e Revolução. “A história do Brasil tem capítulos tão marcantes, que se transformou numa novela”, dizia uma das propagandas da emissora.

Hoje também tem estréia na Record, e bastante esperada, por sinal. É o programa Ídolos, comandado por Rodrigo Faro, que sempre chama muitas atenções. 

O único problema do reality musical da Record é que não tem um efeito grande após o término, basta para isso ver o que aconteceu com os vencedores das últimas edições. 

RD1

SBT investiga vazamento de cenas de “Amor e Revolução”

O SBT informou que está investigando o furto de cenas da novela “Amor e Revolução”. A trama teve parte dos seus dez primeiros capítulos publicados no You-Tube no último sábado.

Profissionais da emissora acreditam que o furto ocorreu dentro da emissora, provavelmente enquanto alguém estava de plantão. As fitas do sistema de segurança serão analisadas.

Nas imagens em questão, policiais interpretados por Jayme Periard e Ernando Tiago torturam presos políticos. Ao todo quatro vídeos já foram publicados pelo hacker no You-Tube. Pelo menos um computador foi invadido. O SBT espera encontrar o culpado o quanto antes.

Com informações do jornalista Daniel Castro no R7

Luciana Vendramini muda visual para a nova novela do SBT

https://i0.wp.com/www.sbt.com.br/static/media%5Cplaylist%5C20100209115700%5C20100209115717/20110202152644.jpg

Luciana Vendramini caracterizada para viver a personagem Dra. Marcela

Foto: Lourival Ribeiro/SBT)

A atriz Luciana Vendramini precisou mudar o visual para atuar na próxima novela do SBT. Ela está no elenco de Amor e Revolução e pintou as madeixas em um tom ruivo acaju.

A nova trama de Thiago Santiago, Luciana será Dra. Marcela, uma advogada e jornalista que correrá atrás de provas contra os militares.

%d blogueiros gostam disto: