SBT diz que MC Leozinho se faz de vítima no processo contra o canal

Em contato com o portal NT, o SBT negou que a Justiça tenha bloqueado R$ 1,5 milhão na conta bancária da emissora, referente ao processo movido pelo cantor MC Leozinho contra o programa “Se Ela Dança, Eu Danço”.

O canal de Silvio Santos ainda decidiu prestar diversos esclarecimentos. Primeiramente, a asessoria disse que o SBT já recorreu da “abusiva decisão”.

O departamento Jurídico da emissora foi firme e comentou: “o sr. MC Leozinho se faz de vítima, porquanto esperou oito meses para aforar ação de indenização e justamente na última semana do programa, o que espelha que os supostos e controversos danos alegados por ele não são tão irremediáveis como propagandeou ao longo dessas últimas semanas”.

O SBT também disse que o uso da música foi autorizada, “ainda que tacitamente, pela Editora Nowa”. Recentemente, o funkeiro declarou que não havia cedido os direitos da canção ao canal.
Os advogados da emissora ainda esclareceram: “os pedidos de autorização são feitos nos estritos termos do convênio que a TVSBT mantém com a UBEM (União Brasileira de Editoras Musicais – fusão entre a ABEM e a ABER), que por sua vez também tem como associada a Editora Nowa”.

Também deixou claro que o nome do programa “Se Ela Dança, Eu Danço” foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e que “portanto tal título não tem proteção autoral”.

Por fim, a assessoria de imprensa do SBT transmitiu: “a expressão ’Se ela dança, eu danço’ alardeada pelo sr. Mc Leonzinho como uma obra-prima não é original e não goza de proteção”.

Entenda o caso

No dia 15 de dezembro, MC Leozinho conseguiu uma liminar proibindo a emissora de exibir o reality show de dança, já que a atração tem o mesmo nome do refrão de seu maior sucesso.

O advogado do cantor, Sydney Sanches, disse que se o SBT não cumprisse a decisão, teria que pagar uma multa de R$ 500 mil a cada veiculação.
Na semana seguinte, a emissora exibiu o “Se Ela Dança, Eu Danço” com o título censurado. No início do programa, foi exibido um editorial apresentado por Lígia Mendes sobre a sentença judicial.

“O SBT está temporariamente impedido de usar a expressão ’Se Ela Dança, Eu Danço’ e em respeito a você telespectador pedimos desculpas pelas eventuais mudanças de cenário, grafismo, áudio e na abertura do programa”, disse Lígia.

Durante o programa, o logotipo apareceu invertido no cenário e, quando os apresentadores e jurados citavam o nome “Se Ela Dança, eu Danço”, um apito era soado.

Final

Nesta quarta (11), às 20h30, o SBT exibe a grande final da temporada do “Se Ela Dança, Eu Danço”.

Para chamar atenção da última edição, a equipe do programa criou uma chamada especial para a internet, se aproveitando do processo movido pelo funkeiro.

No vídeo, publicado no YouTube, a jurada Lola Melnick assiste um trecho do programa e, quando vai falar o nome “Se Ela Dança, Eu Danço”, surge um ruído censurando o título.

“’Pi’? Que ’pi’ é esse?”, questiona Lola, constatando logo depois: “ou seja, agora não pode mais dizer ’Se Ela Dança, Eu Danço’?”, diz em meio a vários palavrões, também censurados.

Por fim, ela decide falar o nome do programa em russo, língua de seu país natal. “Vai ser sensacional. Sensacional!”, finaliza a bela.

ATV

Anúncios

Publicado em 13/01/2012, em Audiencia de Canal e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: