“Band”: Falta de Étnica, Respeito e Profissionalismo

De forma lamentável, logo nas primeiras horas da manhã deste domingo (06), o repórter cinematográfico Gelson Domingos faleceu enquanto exercia seu trabalho. Ele estava cobrindo o confronto entre policiais e traficantes na comunidade Antares,  Zona Oeste do Rio de Janeiro, quando foi atingido por um dos traficantes da região.

O fato, por si só, é triste de pesar a todos, inclusive aos que trabalham em prol da imprensa, da informação, da melhor imagem e cobertura. Infelizmente é um tipo de crime o qual todos os jornalistas que trabalham neste ramo são alvos. Entretanto, determinadas medidas poderiam ser repensadas em prol do respeito e da ética para com os profissionais envolvidos.

O que mais chocou em todo o caso foi a atitude tomada pela Band , que exibiu em sua programação e cedeu a um portal da internet as últimas imagens capturadas por Gelson.

O vídeo, de aproximadamente um minuto, chegou ao ponto de mostrar a situação de Gelson após atingido e agonizando de dor naquele que seriam seus últimos momentos de vida.

A atitude do Grupo Bandeirantes é totalmente lamentável. Mesmo que haja ou não aparatos legais que defendam ou condenem atitudes como essas, a questão do respeito e da ética deve ser colocado sempre em primeiro lugar. O que se ganha em divulgar um vídeo como esses?

A disponibilização deste vídeo jamais deveria ter sido feita em respeito à família e ao público. Apenas a polícia, sob argumentos de investigações, deveria ter acesso ao mesmo. Infelizmente a morte do repórter foi utilizada para que se pudesse ganhar audiência em cima do sofrimento alheio.

Paralelo a tudo isso, a Globo dedicou aproximadamente cinco minutos do “Fantástico” para falar da morte de Gelson. A emissora conseguiu dar a informação da forma correta, objetiva e o principal: respeitando, acima de tudo, a família e a memória do repórter cinematográfico.

A sensação, por de trás de toda a reportagem, era de tristeza por um colega do cotidiano deles ter sido vítima da guerra que a população do Rio de Janeiro e de grandes cidades estão vivendo entre a polícia e os criminosos. Infelizmente certos profissionais da Band, que autorizaram e reproduziram tal material, não tiveram a mesma sensibilidade.

Com informações do: Natelinha

Publicado em 07/11/2011, em Audiencia de Canal. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: